mensagem secretario nacional

Scout Yacob no Facebook
o caminho

Fazer o Caminho de Santiago tem um fascínio próprio que ultrapassa a mera dimensão internacional. Porque se pode (e deve) tratar essencialmente de uma viagem interior. É pois, simultaneamente, uma deslocação para o exterior e uma entrada em si próprio. Acontece porém que um dos Caminhos liga Portugal e Espanha e, por isso, pode ser uma oportunidade para viver a dimensão internacional, mesmo com outros grupos. Inspirados no caminho físico que liga os dois países, o CNE e o MSC entenderam cooperar na disponibilização de contributos que incentivem cada vez mais unidades/escuteiros a encetar fazer o Caminho de Santiago com um toque escutista. É mais um passo no caminho da cooperação ibérica.